Segunda-feira, 10 de Agosto de 2009

A dar uma de poeta...

Cresço decrescendo o limite

O horizonte fugidio

A linha ténue

Aquela linha que se desvanesce

 

Os círculos sofreram metamorfose

Quadrados de densas arestas

Subsistem agora

Sem fim

 

Orquestras de sons

Vibrantes

Quentes...Suaves...

Marcantes no corpo, na alma, na vida

sinto-me: poeta
tags:
publicado por That Girl às 19:00
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De alphonselopes a 11 de Agosto de 2009 às 11:34
são diferentes? como assim?


De alphonselopes a 11 de Agosto de 2009 às 12:38
Bem cada tuna toma as suas tradições, havendo tunas que cumprem mais à regra essas tradições. Neste caso a única regra que tá a ser quebrada naquela foto é a rapariga que tá sem casaco e sem colete, isso é uma regra geral em todas as tunas que se tem que ter colete para tirar o casaco, masss, quando tiramos aquela foto estava um calor infernal e demos uma "abédia" já que nem iamos para uma actuação ou algo do género.
Mas também tens razão sim :)


De alphonselopes a 11 de Agosto de 2009 às 13:15
se não é uma regra geral é pelo menos uma regra bastante comum


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Em constante repetição

. Conversas de autocarro

. Os acentos do teclado est...

. Estou quem nem posso...

. Espelho meu, espelho meu....

.arquivos

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

.tags

. todas as tags